Postado em 08/08/2017

Como identificar problemas na pressão sanguínea

Sabe quando vamos ao médico e um dos primeiros procedimentos é medir a pressão? Isso acontece porque os problemas na pressão sanguínea são um sintoma muito comum e podem ajudar a identificar doenças relacionadas. Existem dois tipos de transtornos: a hipertensão e a hipotensão.

Ambos os problemas podem estar relacionados ao uso de medicamentos, mas há outras causas. Antes de ir ao médico, é possível predeterminar se você está com nível de pressão anormal. Você sabe como identificar as alterações? Vamos te ajudar!

Hipertensão

A hipertensão é sinônima de pressão alta. Ela causa um aumento no bombeamento de sangue para o coração e contração dos vasos sanguíneos, o que pode culminar em ataques cardíacos. Como a doença afeta órgãos vitais, pode-se desenvolver inclusive cegueira.

Os sintomas da pressão alta são pouco específicos no início, mas é possível identificá-la através de alterações de rotina e humor. Problemas com o sono, irritabilidade e pesadelos recorrentes são alguns dos efeitos.

Mas se você tiver dores de cabeça fortes com certa frequência ou enjoos, já tem motivos mais concretos para procurar o médico. Conforme o indivíduo desenvolve a hipertensão, efeitos mais preocupantes começam a aparecer: dor torácica, opressão no peito, arritmia e falta de ar.

Alguns quadros específicos pedem mais atenção e cuidado redobrado com a saúde. Pessoas que enfrentam muitas situações de estresse ou ansiedade no cotidiano, apresentam sobrepeso, exercitam-se pouco, fumam ou consomem sal, gordura ou álcool em excesso aumentam as chances de apresentar pressão alta. Se você tem histórico na familiar, também é um motivo a mais para se cuidar. Por fim, homens com mais de 45 anos possuem mais predisposição à doença.

Hipotensão

A hipotensão é mais conhecida como pressão baixa e acontece pela falta de bombeamento sanguíneo no cérebro. Ela pode aparecer tanto como sintoma de outras doenças como também pode ser hereditária. Assim como a hipertensão, muitos sintomas não são alarmantes e o problema pode passar batido.

Os sinais mais triviais da pressão baixa são cansaço e sono excessivos, perda de definição muscular, problemas de concentração, palidez, tonturas, falta de energia e fraqueza. É muito comum a fadiga após a alimentação, quando o sangue se acumula no estômago.

Quando aparece junto com outras doenças, fica mais fácil identificar a hipotensão pela frequência de exames que o paciente se submete. Ela está muito relacionada a problemas como hipotireoidismo e doenças cardiovasculares.

O problema acomete principalmente mulheres jovens e magras. Para evitá-la ou controlá-la, é possível tomar algumas medidas, como: beber mais líquidos, ingerir sal, exercitar-se e evitar movimentos bruscos.

Tratamento e prevenção

Reparou como alguns sintomas valem tanto para pressão alta como para pressão baixa? De fato, às vezes é difícil identificar o tipo de alteração ou os problemas na pressão, mas os sintomas já são um alerta para ir ao médico. O profissional estará mais qualificado para fazer o diagnóstico, além de contar com equipamentos adequados. Manter a pressão sobre controle é só um dos motivos pelo qual é importante realizar consultas periodicamente.

Algumas medidas para prevenir hipertensão e hipotensão são comuns. Exercícios físicos e dietas saudáveis são requisitos básicos que ajudam a evitar problemas de pressão e ainda afastam outras enfermidades.

Os problemas na pressão não são os únicos sintomas triviais que necessitam atenção. Que tal cuidar mais da saúde? Baixe o nosso e-book “As doenças mais comuns para cada faixa etária” e fique atento aos principais males que podem te afetar!