Postado em 19/10/2017

Outubro Rosa: Saiba como se prevenir contra o câncer de mama

Se ontem foi Dia do Médico, hoje é dia de conscientização! 19 de outubro é o Dia Internacional Contra o Câncer de Mama. A campanha do Outubro Rosa é fundamental para aumentar os cuidados de prevenção e o JM Consultórios não poderia ficar de fora.

Além de evitar o câncer de mama, as mulheres devem estar atentas a qualquer sinal do surgimento da doença. Isso porque as chances de cura são maiores se o tumor é detectado precocemente, em torno de 90%.

No Brasil, a doença mata mais de 12 mil mulheres por ano, sendo o tipo de câncer com mais registros de óbito entre o sexo feminino. A principal causa da morte é justamente o diagnóstico tardio.

Quanto à incidência, perde apenas para o câncer de pele

Entramos no clima do Outubro Rosa e trazemos a seguir algumas maneiras para prevenção!

Alimentação

Uma dieta rica em vitamina A é ideal para diminuir os riscos de desenvolver câncer de mama. Isso quer dizer a alimentação deve incluir muitas frutas e verduras.

Entre as frutas mais indicadas, listamos mamão, manga, tomate e melão. Já os vegetais que possuem vitamina A incluem couve, beterraba, cenoura abóbora e espinafre.

A vitamina A também é encontra em fígado, ovos e óleo de fígado de bacalhau.

Hábitos saudáveis

Engana-se se você pensa que o cigarro só é responsável pelo câncer de pulmão. Ele também aumenta os riscos de outros tipos, como o câncer de mama. Além desse vício tão perigoso, outros hábitos podem favorecer o surgimento da doença.

As atividades físicas ajudam a regular a saúde e evitam diversas doenças. No caso do câncer de mama, a estimativa é que 28% dos casos podem ser evitados ao juntar exercícios e dieta saudável ao cotidiano.

Os hábitos saudáveis ajudam também a controlar o peso, outro fator de risco para as mulheres.

Exame clínico e autoexame

A identificação rápida de caroços e nódulos é fundamental para evitar que a doença se desenvolva. Por isso, o exame clínico é mais do que indicado como forma de prevenção.

Nas consultas de rotina, importantes em qualquer idade, o ginecologista realiza exames mamas e axilas para verificar algum sinal que possa indicar o surgimento do câncer.

Mas as mulheres também podem se autoanalisar com o exame do toque. Na suspeita de alguma alteração, deve-se procurar o médico assim que possível. É importante ressaltar que essa indicação deve ser feita como cuidado adicional à visita ao consultório, já que pode não ser suficiente para identificar os sintomas.

Mamografia

A mamografia é a realização de um raio-x para analisar alterações na região das mamas. É altamente indicada na periodicidade de uma vez por ano em mulheres a partir dos 40 anos, quando os riscos do câncer de mama começam a aumentar.

Deve ser realizada também diante dos seguintes quadros clínicos: surgimento de caroço; enrijecimento na região dos seios ou axila; dor anormal; focos de calor, inchaço ou manchas na mama; secreção no mamilo; enrugamento de pele, entre outros. Qualquer alteração anormal deve ser vista como alerta.

A prevenção é sempre a melhor resposta contra o câncer de mama. Aproveite o Outubro Rosa para repensar seus cuidados com o corpo. Viste seu ginecologista, mas fique também atenta às outras doenças. Confira a nossa lista de sinais para visitar um clínico geral