Postado em 17/07/2018

Os 8 problemas de visão mais comuns e as soluções mais indicadas para resolvê-los

Problemas de visão podem surgir em diferentes fases da vida. Enquanto alguns são mais comuns na terceira idade, outros podem ser desenvolvidos em qualquer idade.

Há uma variedade de doenças e irregularidades que acometem os nossos olhos. Elas podem surgir devido a heranças genéticas, traumas, doenças crônicas, envelhecimento natural etc.

Os óculos são a forma mais comum de corrigir vários problemas de visão, mas as cirurgias também são opções muito convenientes e buscadas pelos pacientes. Dependendo do problema, podem ser inclusive a solução mais apropriada.

Quer saber como resolver e até evitar os problemas de visão mais comuns? Preparamos uma lista para você ficar atento!

1. Miopia, hipermetropia e astigmatismo

Enquanto a miopia dificulta enxergar de longe, a hipermetropia atrapalha a visão de perto. Já o astigmatismo prejudica os olhos ao embaçar as imagens que vemos, impedindo até mesmo identificar linhas retas.

Esses três problemas de visão são os mais comuns, sendo que grande parte da população desenvolve pelo menos um deles. O paciente pode apresentar sintomas como dores de cabeça, olhos inchados ou vermelhos e cansaço após forçar as vistas.

As principais soluções são o uso de lentes corretoras e a cirurgia. É legal ressaltar, no entanto, que a cirurgia para hipermetropia é indicada somente após os 21 anos, que é quando os riscos de recorrência diminuem consideravelmente. A hipermetropia normalmente surge já no nascimento e se desenvolve até essa faixa etária.

2. Conjuntivite

A conjuntivite surge por uma infecção ou inflamação no globo ocular, através do contato com secreções de pessoas contagiadas. Ela causa vermelhidão, irritação, inchaço e sensibilidade.

O tratamento mais indicado é a higienização dos olhos com soro fisiológico e colírios. Evitar passar a mão na região ocular e manter o costume de lavar as mãos com frequência são hábitos que ajudam a evitar a conjuntivite.

3. Estrabismo

O estrabismo é caracterizado pelo desalinhamento dos olhos. Ele acontece por um movimento descoordenado dos músculos e costuma surgir a partir dos 5 anos. Os principais sintomas são dores de cabeça, visão dupla e desvio dos olhos.

Para corrigir o problema, também é indicado o uso de lentes corretoras, mas alguns casos exigem cirurgia ou o uso tópico de toxina butolínica.

4. Glaucoma

O glaucoma é causado por uma elevação da pressão no interior dos olhos. Como consequência, o paciente apresenta dores constantes, visão embaçada e olhos vermelhos, podendo ser constantes ou recorrentes.

Existem vários tipos de glaucoma e, por isso, cada caso requer um tratamento específico. Normalmente, o paciente pode recorrer ao uso tópico de colírios e a comprimidos que ajudam a diminuir a pressão ocular.

5. Presbiopia

A presbiopia costuma surgir após os 40 anos e está ligada ao envelhecimento dos olhos. Ela dificulta o foco da visão de perto, forçando o afastamento dos objetos para a leitura.

A solução para a presbiopia é o uso de óculos, que podem ser usados apenas na hora da leitura.

6. Catarata

A catarata também está ligada ao envelhecimento natural dos olhos, surgindo com mais frequência na terceira idade. O paciente desenvolve uma película branca no olho que contribui para os sintomas da doença. A catarata causa diminuição da visão, sensibilidade à luz, entre outros sintomas.

O tratamento é feito através de cirurgia, na qual o cristalino do olho é removido e substituído por uma lente artificial.

Agora você já conhece os problemas de visão mais comuns e sabe como tratá-los, mas a visita periódica a um oftalmologista também é muito importante para manter a saúde dos olhos. Marque suas consultas médicas no JM Consultórios e mantenha sua saúde em dia!