Postado em 19/11/2017

Novembro Azul reforça a conscientização da saúde masculina

O mês é de conscientização e estamos no ápice do Novembro Azul. 19 de novembro é o Dia Internacional do Homem, ressaltando a campanha voltada para a saúde masculina e prevenção do câncer de próstata.

Quem precisa ficar mais atento são os homens a partir dos 65 anos, pois é o quadro com mais taxa de diagnósticos: representam aproximadamente 75% dos casos de câncer de próstata. O perigo é maior ainda se levarmos em conta que esse é o segundo tipo de câncer mais incidente nos homens, perdendo somente para o câncer de pele.

A taxa de mortalidade é alta pela falta de cuidados – chega a 25% dos diagnosticados, uma vez que a descoberta acontece tardiamente, em estágio avançado da doença. Ao contrário das mulheres, poucos homens possuem o hábito de realizar exames de rotina para acompanhar a saúde e prevenir doenças. Existe uma resistência que está entre os principais fatores responsáveis pela detecção tardia, sendo um dos principais desafios para o Novembro Azul.

O câncer de próstata costuma progredir de forma lenta, então a prevenção e a realização de exames é muito importante para um diagnóstico precoce e maior chance de cura. Segundo dados do Inca – o Instituto Nacional de Câncer – a doença atinge cerca de 70 mil homens por ano no Brasil.

Cuidados para prevenção do câncer de próstata

O câncer de próstata está ligado ao envelhecimento do corpo, já que afeta majoritariamente a terceira idade. Mas isso não impede que os cuidados comecem desde cedo, até porque há outros fatores envolvidos.

Além do envelhecimento, o surgimento da doença pode estar relacionado a fatores genéticos e hormonais. E não para por aí: a alimentação também pode aumentar os riscos de desenvolvimento, até porque a obesidade e sobrepeso é mais um perfil na zona de risco.

O ideal é que o consumo alimentício seja rico em fibras e livre de gorduras. Daí o motivo pelo tomate ser tão recomendado, enquanto que frituras devem ser abolidas, até por serem causadoras de outras doenças. Carnes processadas também estão relacionadas ao problema.

Obviamente, a alimentação é só um dos cuidados para prevenir o câncer de próstata. Os exames possuem a sua importância e são altamente recomendados a partir dos 50 anos. Também devem ter atenção redobrada homens com histórico na família e negros, que possuem mais chances de desenvolvimento da doença.

Novembro Azul é só o primeiro passo

A saúde masculina pede cuidados não só pelo câncer de próstata. As atenções com o Novembro Azul – e recentemente com o Outubro Rosa para as mulheres – são apenas o começo para que a população se dedique mais às necessidades do corpo.

Há várias outras patologias às quais o homem está suscetível, em menor ou maior grau que as mulheres. Os riscos de ataque cardíaco, por exemplo, são mais comuns no público masculino, também pedindo cuidados com a dieta. Bebidas alcoólicas e alimentos gordurosos são os principais vilões. As doenças cardiovasculares são a segunda maior causa de mortalidade no homem.

Deve-se ficar atento aos principais problemas de saúde no histórico familiar, pois essas doenças também costumam representar fatores de risco elevados. Sexo, alimentação e idade são outros fatores que agravam os riscos para cada patologia.

Aproveitando o gancho, que tal conferir o nosso material especial com as principais doenças para cada faixa etária?