Postado em 08/01/2018

Micoses na praia: Cuidados no verão

Verão e praia é a combinação perfeita, certo? Porém, deve-se tomar certos cuidados na areia, pois elas são morada de vários micro-organismos que podem causar desde alergias a doenças mais sérias. O mais comum nas praias é adquirir micoses, causadas por fungos. Quer saber como evitar esse problema?
Vamos explicar, mas antes você precisa entender como a doença se prolifera. As micoses nada mais são do que infecções na pele, no couro cabeludo ou nas unhas principalmente. E não é só nas praias e no verão que devemos ficar atentos: os fungos se desenvolvem em diversos ambientes quentes e úmidos que também requerem atenção, como banheiros comunitários, saunas e áreas de piscinas.
Uma vez que se pega micose, o tratamento é quase um teste de paciência, pois requer cuidados por um período bem demorado. Por isso, ressaltamos a importância de tomar as medidas necessárias para evitar esse tipo de problema de pele.

As micoses nas praias

Entre os meios de transmissão mais comuns de micoses nas praias, estão a presença de materiais orgânicos deixados nas areias, que acabam gerando a proliferação de fungos e bactérias. Isso inclui o depósito de esgoto, fezes de animais e restos de comida que as próprias pessoas deixam na areia.
A presença de animais costuma ser proibida em muitas praias, mas mesmo assim não é possível controlar totalmente. Animais de rua, que representam risco ainda maior, podem transitar livremente pelas areias e depositar suas fezes. O próprio pelo já é um perigo para o contágio.
Algumas das micoses mais comuns são frieiras entre os dedos dos pés e micoses de unha, deixando-a com textura e cor diferentes, muitas vezes com aspecto oco. É comum também apresentar manchas vermelhas ou brancas pelo corpo, com uma coceira incômoda.

Medidas de segurança

Para evitar as micoses, o ideal é evitar contato direto com a areia. Algumas dicas são o uso de toalhas, esteiras e chinelos, evitando deitar-se diretamente na areia. A parte seca da praia é a que exige mais cuidado, pois facilita a proliferação dos fungos.
Com as crianças, deve-se ter cuidado redobrado. Elas adoram brincar com a areia, seja construindo castelos ou até se enterrando nela, brincadeira essa que até alguns adultos participam. As crianças também estão mais aptas a ficarem descalças, o que pede bastante cautela.
Outra dica é sempre tomar banho nas duchas das praias antes de partir e, se possível, em outros momentos durante a estadia, principalmente se você for ficar muito tempo por ali. Atenção redobrada para as dobras do corpo, como entrelace dos dedos, atrás dos joelhos, virilhas e axilas. Seque-se muito bem, principalmente nessas áreas, e evite roupas molhadas.

Tratando as micoses

Não teve jeito e pegou micose? O primeiro passo é ir ao médico, que irá receitar os melhores medicamentos e procedimentos para cada caso. O tratamento costuma incluir pomadas, cremes ou até remédios de via oral, como o Fluconazol.
Os cuidados são simples, embora demorados. No entanto, são altamente recomendados, pois a inflamação pode levar a infecções bacterianas e complicar a situação.
Não deixe de visitar o médico! O clínico geral ou dermatologista são os especialistas mais indicados. Que tal aproveitar para deixar a saúde em dia?
Baixe o nosso material especial “Os principais sinais para procurar um clínico geral” e saiba quando agendar aquela consulta esperta!