Postado em 19/01/2018

Comprar remédios sem receita representa um risco para a saúde

Surgiu uma dor de cabeça ou a gripe te atacou? Muitas pessoas partem direto para analgésicos e comprimidos e chegam até mesmo a ir além disso. Há quem tenha tendência de tomar remédios sem receita para quase tudo, automedicando-se. Porém, essa medida representa um forte risco.

Para começar, todo medicamento traz os seus efeitos colaterais, inclusive aqueles que são facilmente vendidos sem receita médica. Analgésicos, vitaminas e complementos alimentares, por exemplo, possuem propriedades importantes para regular a saúde, mas também precisam ser tomados com cautela.

Outro perigo ao tomar remédios sem receita é que as quantidades precisam ser dosadas. A ingestão em exagero pode acarretar em problemas mais graves de saúde, como cálculo renal e até câncer.

Os rins são os responsáveis por purificar o organismo, ajudando a eliminar parte dos medicamentos que são processados no corpo. Se houver excesso de impurezas, os órgãos poderão parar de funcionar corretamente, gerando cálculos renais e insuficiência.

Confira outros motivos para consultar sempre um especialista antes de tomar remédios sem receita!

Diagnóstico errado

O principal risco da automedicação é supor que o problema de saúde é algo simples quando, na verdade, se trata de algo mais grave. Não só o indivíduo vai continuar com os sintomas ou, se for o caso, mascará-los, como vai demorar mais para tratar a doença e, por consequência, pode piorar seu estado.

É muito importante averiguar a causa de sintomas simples, pois eles podem representar mais do que uma infecção de gripes e resfriados. Você pode estar focando nos sintomas quando deveria tratar o foco da doença.

Dependência química

Alguns medicamentos possuem substâncias de caráter viciante e, por isso, devem ser ingeridos somente quando receitados pelo médico. Mesmo remédios simples como os analgésicos podem se tornar um hábito constante para o indivíduo, que não percebe que entrou em um ciclo vicioso contra as dores.

Dessa forma, o uso passa a ser abusivo, criando novos problemas de saúde. Dependendo do caso, corre-se até mesmo o risco de overdose e internações clínicas.

Aumento da resistência dos microorganismos

Seja vírus ou bactéria, o microorganismo responsável pelos sintomas pode desenvolver uma resistência aos remédios sem receita, pois eles podem não ser exatamente a melhor indicação para o problema.

O uso sem controle de medicamentos pode acarretar na criação de superbactérias e vírus mais resistentes, que serão mais difíceis de se eliminar com o tratamento adequado.

Mistura de elementos químicos

Os medicamentos possuem substâncias químicas que podem reagir diante de outros elementos, principalmente no contexto de ingestão de álcool. Dessa forma, as reações podem ir desde a quebra do efeito do remédio até a complicação do quadro clínico.

 

Entendeu a importância de evitar tomar remédios sem receita? Então que tal conferir quando você deve se preocupar com os sintomas?

Baixe já o infográfico “Os principais sinais para procurar um clínico geral” e fique atento à sua saúde!