Postado em 23/10/2018

Como controlar o sal na alimentação e reduzir riscos de doenças

O sódio muitas vezes é visto como vilão da saúde, tanto por causar hipertensão ou por agravar os riscos de doenças do coração. Só que ele também é um elemento necessário ao organismo. Nesse contexto, é importante apenas saber como controlar o sal para não pecar no excesso.

O sal é composto por NaCl (cloreto de sódio). Esse composto tem importantes funções para regular o organismo, mas, assim como tudo em excesso, é natural que uma quantidade fora do comum possa elevar riscos de doenças.

Separamos um breve guia sobre o sódio. Descubra a seguir as vantagens e desvantagens desse elemento e aprenda como controlar o sal na alimentação!

Efeitos do sódio no organismo

A quantidade ideal de sal na alimentação segundo a OMS é 5g por dia. Porém, muitos ultrapassam esse limite. No Brasil, por exemplo, o consumo médio chega a ser o dobro. Esse fator é o que eleva os números de doenças relacionadas ao sódio.

Embora muito se fale sobre os malefícios do sal, ele tem a sua importância para o nosso corpo. Uma das funções do sódio é controlar a quantidade de água nas células, evitando a sobrecarga nos vasos sanguíneos. Junto com o potássio, ele ajuda a regular a pressão arterial, além de atuar na transmissão de estímulos nervosos e musculares.

Outra vantagem é que ele age na construção muscular, motivo pelo qual está presente nos suplementos alimentares para esportistas. Ele aumenta o armazenamento de carboidratos e a absorção de aminoácidos.

Porém, o que acontece quando há excesso no consumo é que as células passam a reter mais água do que o normal, inchando-se. O desequilíbrio na quantidade de água na corrente sanguínea aumenta o fluxo de circulação, causando o aumento da pressão e, assim desenvolvendo doenças do coração.

A pressão elevada pode ser responsável por romper vasos delicados, o que leva a problemas mais sérios como um AVC. Outros riscos que aumentam são a ocorrência de insuficiência cardíaca e renal, cálculo renal, infarto do miocárdio etc.

Não é, portanto, a ingestão de sal que faz mal ao organismo e sim o excesso. Na iminência de doenças, é comum tentar eliminar o consumo na alimentação, mas a atitude ideal é apenas saber como controlar o sal. Criar um cardápio saudável é o passo mais importante para uma ingestão saudável!

Dicas para uma alimentação com a quantidade ideal de sódio

Os alimentos orgânicos já possuem sal naturalmente, mas a ingestão de produtos industrializados pode elevar radicalmente a quantidade consumida diariamente.

Fique atento a alimentos como queijos, pães, salgadinhos, pipoca de micro-ondas, molhos de salada, conservas, enlatados, defumados e carnes processadas. Esses são alguns dos alimentos com maior quantidade de sódio nos ingredientes.

Na hora de temperar a salada, o ideal é fugir do sal. Os molhos industrializados também possuem bastante sódio. A dica é optar por condimentos naturais, como pimentas, limão e ervas.

Além de reduzir a quantidade de sódio, é importante também ingerir bastante água, principalmente quem já sofre de hipertensão. Dessa forma, será possível ter uma saúde em dia.

Vale ressaltar a importância de visitar um médico diante de qualquer sinal de anormalidade. Os médicos do JM Consultórios estão sempre prontos para te ajudar! Que tal agendar uma consulta para checar a sua saúde?